quarta-feira, 29 de junho de 2011

PROJETO ALFABETIZANDO COM RECEITAS CULINÁRIAS


                    PROJETO ALFABETIZANDO COM RECEITAS CULINÁRIAS
                                    Professoras: Ana Lucy
                                                              Dulcy  Amaral

                                               JUSTIFICATIVA:   
                                                                                                                                                                    
           Nesse projeto, serão incentivadas a compreensão e a observação dos aspectos textuais por meios de registros escritos e digitados. As atividades serão propostas para serem desenvolvidas, ora individualmente, ora em duplas, na sala de aula ou de informática, de acordo com as necessidades da turma e das atividades.
          No decorrer das atividades, não podemos nos esquecer de:
          - Realizar intervenções desafiadoras que incentivem as descobertas;
           -Auxiliar os alunos a organizarem as idéias, sistematizando os conhecimentos;
          - Integrar o trabalho escolar às situações do dia-a-dia;
          - Permitir que o aluno formule e reformule suas hipóteses de escritas;
          - Propiciar momentos de escrita espontânea;
          - Adequar a forma de ampliação das atividades a cada hipótese de escrita.

           A linguagem é entendida como uma atividade social, intersubjetiva e histórica, constitutiva do homem. Significa um instrumento de cultura que veicula representações, concepções e valores socioculturais. É uma forma de ação inter individual, orientada por uma finalidade específica; um processo de interlocução que se realiza nas práticas sociais existentes nos diferentes grupos de uma sociedade, nos distintos momentos de sua história (...).
         Dessa perspectiva, a língua é um sistema de signos histórico e social que possibilita ao homem significar o mundo e a realidade. Assim, aprendê-la é aprender não só as palavras, mas também os seus significados culturais e, com eles, os modos pelos quais as pessoas de seu meio social entendem e interpretam a realidade e a si mesmas. (PCNs, Língua Portuguesa, p. 23-24.
 










             O ambiente alfabetizador é aquele em que há uma cultura letrada, com livros, textos digitais ou em papel, um mundo de escritos que circulam socialmente. A comunidade que usa a todo momento esses escritos, que faz circular idéias que ele contém, é chamada ALFABETIZADORA.
        Mas, o computador pode ajudar na alfabetização?

        - O micro permite aprendizados interessantes, no teclado, por exemplo, estão todas as letras e símbolos que a língua oferece. Quando se ensina letra por letra, a criança acha que o alfabeto é infinito, porque aprende uma de cada vez. Com o teclado,  ela tem noção de que as letras são poucas e finitas. Nas teclas elas são maiúsculas e, no monitor, minúsculas, o que obriga a realização de uma correspondência. Além disso, quando está no computador o estudante escreve com as duas mãos. Os recursos tecnológicos, no entanto, não substituem o texto manuscrito durante o processo de alfabetização, mas com certeza o complementam. Aqueles que acessam a internet lêem instruções ou notícias, escrevem e-mails e usam os mecanismos de busca. Ainda não sabemos quais serão as consequências cognitivas do uso do computador, mas com certeza ele exige muito da escrita e da leitura.
            (Revista Nova Escola. São Paulo Abril. Edição 187, nov. 2005)

ALUNOS ATENDIDOS: 2º ano
DURAÇÃO: 15 dias
PERÍODO: Maio / Junho
                                            OBJETIVOS:
-Escrever receitas, partes ou todo, avançando em suas hipóteses com relação ao sistema de escrita.
-Participar de situações que envolvam comportamentos de escritor, relacionados à produção.
- Apreciar e valorizar receitas típicas.
- Valorização e utilização dos recursos tecnológicos;
- Reconhecer o gênero textual: receitas culinárias;
- Pesquisar em jornais e revistas receitas diversas:
- Desenvolver a criatividade;
- Utilização do computador para o desenvolvimento das atividades propostas;
- Utilizar os conhecimentos de uma receita culinária e prepará-la;
- Produzir um livro de receitas culinárias.

                                     DESENVOLVIMENTO:
 1- Inicialmente, na sala de aula, entregaremos a cópia de uma receita culinária para realizarmos a leitura compartilhada. Discutiremos, em uma roda de conversa os itens que compõem a receita, o nome, os ingredientes e o modo de preparo.
2- Na sala de informática, os alunos poderão ter contato com o computador e digitar a receita que foi lida na sala de aula.
3- Ainda em sala de aula, pesquisarão em jornais e revistas outras receitas culinárias, irão recortar e colar em papel sulfite, em tamanho padronizado para posterior exposição.
4- Na sala de informática, iniciar a digitação, formatação, salvar e imprimir as receitas para confecção do livro.
5- Sala de aula, trabalhar com o texto (receita), a ortografia das palavras:
- Iniciadas com vogais;
- Iniciadas com consoantes;
- Ordem alfabética;
- Separação de sílabas;
- Formação de frases com determinadas palavras;
- Nomear figuras referentes a receita escolhida.
6- Sala de informática: Continuar o trabalho de digitação de receitas culinárias;
7- Confecção da capa do livro de receitas (no computador ou manualmente);
8- Agrupamento das páginas de receitas digitadas para finalização do livro;
9- Escolha de uma receita para preparo e degustação pela turma.

PRODUTO FINAL: Produção de um livro de receitas culinárias.
                                                 BIBLIOGRAFIA
·         (Revista Nova Escola. São Paulo Abril. Edição 187, nov. 2005);
·         (PCNs, Língua Portuguesa, p. 23-24.);
·         Informática pedagógica na alfabetização: Possibilidades e desafios: Sandra Taís Amorim.

      ANEXOS:
BRIGADEIRÃO

      Ingredientes:
      - 1 lata de leite condensado
      - 1 lata de creme de leite
      - 1 xícara de chá de chocolate em pó solúvel
      - 4 colheres de sopa de açúcar
      - 1 colher de sopa de manteiga
      - 3 ovos
      - Chocolate granulado
      Modo de Preparo:
      Bata no liquidificador todos os ingredientes, menos chocolate granulado. Despeje tudo numa tigela refratária untada com manteiga e deixe no forno de microondas durante 8 minutos em potência alta com a ajuda de um adulto. Desenforme o pudim ainda morno e decore com o chocolate granulado. Deixe gelar por 4 horas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário